PRINCÍPIOS DA MEDICINA DA VIDA, MEDICINA DA EXPERIÊNCIA: DEFICIÊNCIA E INTOXICAÇÃO

Por Dr.Mauro Montaury.

 

A causa primeira de todas as doenças envolve dois mecanismos básicos: Deficiência e/ou Intoxicação.

O funcionamento dos órgãos deve estar em total equilíbrio interno, os mecanismos onde iniciam as disfunções e geram as doenças são causados por: DEFICIÊNCIA E/OU INTOXICAÇÃO.

Baseada na observação de povos longevos, com qualidade de vida e que quando são contaminados no cultivo dos seus alimentos naturais com adubos químicos e agrotóxicos, substâncias para conservação deles, decorrente do processo de industrialização, estas civilizações começam a adquirir doenças que não tinham antes. Os Hunzas no noroeste da Índia possuem uma alimentação lacto vegetariana crua, cultivam seu solo, não usam substancias tóxicas nele e não possuem no seu povo as doenças da civilização.

Os principais longevos no mundo são:

§     Hunzas das Montanhas Kush.

§     Povo da Geórgia no Cáucaso.

§     Gregos.

§     Adventistas da Califórnia.

§     Habitantes da ilha japonesa de Okinawa.

 

Necessidades diárias e Regras vitais para uma boa saúde e um preparo para o envelhecimento saudável:

§  Investimento no seu potencial de células sadias, tendo o alimento como proporcionador de uma melhor qualidade de vida: alimentação viva lacto vegetariana crua, mais cereal e ausência de produtos industrializados ou processados.

§  Deixar de ir ao supermercado e começar a buscar alimentos diretos do campo, feiras, hortas coletivas e pequenos agricultores. Desvio de alimentos industrializados dos grandes supermercados para os produzidos diretos e orgânicos pelos pequenos agricultores locais.

§  Lembrar que o ritmo intestinal colônico hipocrático é de 2 a 3 evacuações diárias e 1 noturna. Este processo de remoção, depuração e limpeza normal é o que nos mantém sadio. Quando deixamos de realizar normalmente esta depuração interna vai se acumulamos os dejetos na luz intestinal e absorvendo as toxinas e assim, os processos infecciosos vão gerando doenças ao longo dos anos. 

Deficiência

A maioria das nossas doenças geralmente ocorre por não mantermos uma nutrição ideal com nutrientes vivos, regeneradores e mantenedores de nossa saúde. Falta esclarecimento de como se libertar do consumismo dos supermercados e passarmos a usar os alimentos vivos, que são de fácil acesso, digestão e absorção.

Precisamos mudar para novo paradigma ético, a ética do cuidado, com o sentido mais importante na nossa existência - A VIDA. É preciso uma mudança de conduta. Fala-se que é muito fácil realizar, mas, parar isto, fazer aquilo, brigar com filhos, parentes, amigos, esposa, trabalho, se desentender com alguém, tudo fazemos acontecer, mas o mais difícil é mudar hábito alimentar. Mudar hábito alimentar envolve cultura, condicionamento, hábitos de uma vida. É necessário vontade, em verdade, só necessitamos andar no caminho da virtude para oportunizar uma VIDA SAUDAVEL, uma VIDA COM QUALIDADE.

Uma alimentação lacto - vegetal crua, isto é, uma alimentação composta de legumes e raízes cruas, bem como de cereais e lácteos fermentados gerará saúde a vida. Nossa alimentação deve ser abundante em vitalidade, gerando ou estimulando ela. A alimentação viva, crua, rica em vitaminas, minerais, alcalinos. Somente e unicamente assim poderemos construir as células sadias da constituição da substância fundamental para a VIDA (Leia Suco Verde Alcalino no site).

O pesquisador de células, professor alemão Dr.Rusch provou que a ingestão de alimentos tratados pelo fogo causa leucocitose da digestão, e com o tempo torna prejudicial à saúde. A alimentação cozida e, portanto desvitalizada, bem como a farinha muito fina, causam prisão de ventre. O intestino grosso, relaxando, dilata-se. A parte final do intestino grosso transforma-se num deposito de excrementos que ajudado pelos alimentos de putrefação como a proteína animal e substancias tóxica torna-se um viveiro, uma cloaca, portadora de infecções e doenças diversas. Nosso maior órgão vitalizador e desintoxicador, o fígado entra em colapso e sobrecarrega e os outros órgãos de secreção e eliminação não conseguindo eliminar tantas substancias nocivas e adoecemos conforme a nossa predisposição genética e órgão de escolha dos conflitos.

CADA SER FAZ A DOENÇA NO ORGÃO DO ELEMENTO MENTE-CORPO ESCOLHIDO.

(cada ser só adoece no órgão que escolhe para adoecer consciente ou inconsciente)

Precisamos individualmente manter a VIDA e preservarmos nossa SAÚDE como princípio da NATUREZA. Ao interferirmos nas Leis Naturais, na Natureza e nos sistemas ambientais que existem há milhares de anos adoecemos por mecanismos deficitários, intoxicativos ou depurativos.

Cada vez mais a Medicina Convencional Alopática começou a procurar respostas para seus problemas quando faziam tratamento clínico ou cirúrgico e as doenças retornavam tempo depois. Tratava a doença excluindo ela, mas somente o constructo mental descritivo da doença. Não se tratava o doente, indivíduo portador da patologia. Na década de 70, com o desenvolvimento maior das especialidades médicas, a Medicina Psicossomática, a Neuroendocrinoimunologia começou a se preocupar com o Elo mente-corpo.

Autor: Mauro Montaury de Souza

Por Mauro Montaury Data:Jul 13, 2009 Comments :
 

2 Comments for this post

 
wow gold Says:

Excellent tips .I really appreciate all these points, and I agree completely…

 
 
wow gold Says:

This is great! Now I want to see your ways for us readers to become more involved! Expect an email later today.

 

Leave a Reply