MÃE SAÚDE E O PAI DAS DOENÇAS.PARTE I.


Por Dr. Mauro Montaury de Souza.

Existe uma conduta ou comportamento humano que predispõe as doenças?

Existem mecanismos de adoecer na vida moderna ou na civilização atual?

É possível evitar doenças comuns e viver mais longevo em saúde, evitando as doenças crônicas degenerativas?

Na atualidade em meio ao caos moderno conseguimos manter uma saúde espiritual, mental, nutricional, emocional e física boas?

Como viver sadio sem a polifarmacia/farmacotoxia, sem os alimentos intoxicados, sem os poluentes diários e sem a vida caótica moderna?

Existem no Planeta Terra zonas azuis de diferentes continentes e localizações com alta incidência de longevos, o que impede de viver esta realidade? ZONAS AZUIS LONGEVAS-http://www.superateatimismo.com/el-secreto-de-las-zonas-azules.html

Podemos viver num mundo mais sustentável, equilibrado e sadio, sem ser uma utopia ou o paraíso perdido?

É possível exterminar as pragas da civilização como Guerra, Fome e Doenças? MOVIMENTO DA VIDA –Dr. Mathias Rath=YOU TUBE. https://www.youtube.com/watch?v=QjbSfhdnU1w

Teria uma lista extensa de perguntas para fazer, mas a seguir usarei o critério respondendo as mais comuns perguntadas ou questionadas.

A VIDA É A GRAÇA DA CRIAÇÃO.

O importante na vida é a VIDA em todas suas dimensões e em todas suas plenitudes.

A MENTE é criadora de mundos e descobridora dela. Os nossos envoltórios energéticos vão apontar, dizendo como estamos em cada fase da nossa biografia humana e em cada instante.

Somos muito frágeis e perenes e esquecemos que A PAZ equilibra nossos múltiplos sistemas energéticos. É a homeostase natural.

Manter sua saúde é tão importante quanto amar, dançar, cantar, correr, brincar, comer, dormir ou simplesmente viver.

Como a pessoa vive, o que pensa, o que come, os seus vícios, onde mora, como e onde trabalha, o seu stress diário, sua atitude perante a vida otimista ou pessimista, como dirige um carro, sua casa, sua empresa e sua vida social, dirão como  evoluirá na sua vida, na sua saúde e nas suas doenças.

Lembrar que a Primeira Medicina do Médio Oriente foi na Grécia com Hipócrates, Pai da Medicina. Dentro da mitologia grega surge Hygéia, Deusa da Saúde, da Limpeza, da Higiene e do Saneamento. Neste período nasce a Terapia pelo Movimento, a Fisioterapia, princípios da Homeopatia e a Integração homem com a natureza.

O tratamento médico era mais preventivo que curativo, o oposto que ocorre na atualidade.

Num mundo em conflito, onde a segurança é a bola da vez, a saúde é esquecida como sendo fundamental para uma vida com qualidade e geradora de longevidade.

Cada procedimento para doença vai ser impreterivelmente baseado e dependente do conceito filosófico, ou da forma mental elaborada de saúde, e dos interesses econômicos envolvidos neste processo.

Como penso é como falo e como ajo. Como disse um grande mestre oriental RAMATIS: ”O Ser Humano pensa pelo mental, sente pelo astral e age pelo físico”, mas como nós humanos imperfeitos pensamos uma determinada coisa no mental, sentimos nas emoções algo diferente e na hora de executar ou realizar fazemos totalmente diferente da premissa mental primeva fundamentada.

Os maiores vilões da atualidade no processo de adoecer estão ligados diretamente ao processo alimentar e na incorporação deles na corporalidade humana.

É a Doença Plurimetabólica ou Síndrome X ou simplesmente Obesidade.

E a Obesidade é a doença mãe geradora das doenças da civilização atual. É fator de comorbidade com outras doenças e às vezes o simples fato de se perder peso somem ou minimizam várias enfermidades afins, correlatas ou doenças crônicas degenerativas. Entre elas: hipertensão arterial, diabetes mellitus, cefaleias, enxaquecas, artroses, dislipidemias, gota, cânceres, etc.

A REVOLUÇÃO VERDE

http://www.resumosetrabalhos.com.br/revolucao-verde.html

www.cesjf.br/revistas/cesrevista/edicoes/2007/revolucao_verde.pdf

http://www.mma.gov.br/seguranca-quimica/agrotoxicos

Período após a Segunda Grande Guerra Mundial onde o pensamento americano capitalista queria produzir muitos alimentos e exterminar com as doenças dos alimentos (fungos, insetos, bactérias, vírus, parasitoses, etc.) usando o excedente das substâncias tóxicas de guerra (indústria fármaco química mundial). Idéia errada baseada na carência de alimentos pós-guerra, na fome e oportunistas capitalistas ligados a mega indústrias alimentares e farmacoquímicas geraram este caos dos agrotóxicos e a total dependência médico, alimentar e financeira. Acabaram criando uma produção agrícola de monocultura no mundo todo e a geração de alimentos mutagênicos que dependem dos transgênicos atuais para produção de um só alimento, degradando o solo, o homem que nele trabalha e o alimento produzido.

Precisamos ser donos do nossos destinos e senhores das nossas vidas. Desenvolver a Educação para a Vida, a Medicina da Vida e a Vida em toda sua plenitude.

Por Mauro Montaury Data:Ago 1, 2015 Comments :
 

Leave a Reply